Menu

Loading...
Mostrando postagens com marcador Aeronaves. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Aeronaves. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

EC 225


Biturbina médio, o EC225 se beneficia das tecnologias mais modernas nos domínios de propulsão, conjuntos mecânicos e aviônicos, resultado de progressos obtidos em colaboração com os operadores. Um dos diferenciais do helicóptero é o custo reduzido de manutenção. Primeiro helicóptero com capacidade de operação de "superurgência" homologada, oferece máxima segurança em caso de pane de um motor. Particularmente indicado para offshore, tem capacidade de transportar entre 19 e 25 passageiros, além de dois pilotos. No entanto, a configuração interna e o conforto da versão vip - com capacidade de transporte de 8 a 12 passageiros - tornam o modelo o helicóptero mais usado por chefes de estado ou governos. O primeiro helicóptero EC 225 foi entregue em 2004, e hoje há cerca de 40 helicópteros em operação em todo o mundo, que já voaram quinze mil horas.

Ficha técnica:

Capacidade
2 pilotos + 25 passageiros                                          

Pesos
Peso máx. de decolagem: 11.000 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 11.200 Kg

Desempenho com peso máximo
Velocidade de cruzeiro rápido: 324 km/h
Alcance máximo com tanque standard: 820 km

Motorização
2 turbinas TURBOMECA Makila 2A
Potência máx. de decolagem por motor: 2.110 shp

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 19,50 m
Comprimento da fuselagem: 16,79 m
Altura: 4,97 m
Diâmetro do rotor principal: 16,20 m

AS 332 L1E Super Puma


Super Puma AS 332 L1 
Helicóptero civil médio, o AS 332 L1 é um biturbina que incorpora os últimos avanços na área de segurança. Hoje, é o helicóptero mais vendido para transporte offshore. 
Sua boa reputação resulta das qualidades operacionais, dos motores Makila 1 A1 Turbomeca e da simplicidade de manutenção. 
O AS 332 L1 pode operar a partir das plataformas de petróleo localizadas a mais de 150 n.m da costa. É o único helicóptero do mundo homologado, sem restrições, para vôos em condição de formação de gelo. Sua cabine espaçosa permite transportar 20 passageiros ou cargas volumosas, que também podem ser embarcadas através da porta traseira. O excepcional conforto da versão VIP (para 8 a 12 passageiros) eleva-o à condição de helicóptero mais utilizado no mundo por Chefes de Estado ou Governos.

Ficha técnica:

Capacidade
2 pilotos + 19 passageiros ou 4.500 kg de carga no gancho  

Pesos
Peso máx. de decolagem: 8.600 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 9.350 Kg
Peso vazio: 4.500 Kg

Motorização
2 turbinas TURBOMECA MAKILA 1A1
Potência máx. de decolagem (por motor): 1.819 shp

Desempenho com peso máximo
Velocidade máx. (VNE): 278 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 262 km/h
Razão de subida: 8,20 m/s
Teto de serviço: 2.895 m
Autonomia com tanque standard: 4,24 h
Alcance com tanque standard: 841 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 18,70 m
Comprimento da fuselagem: 16,29 m
Altura: 4,92 m
Diâmetro do rotor principal: 15,60 m

EC 175

O melhor bimotor de porte médio das próximas décadas.
O EC175 estabelece novos padrões para todas as missões.
Importante participação do operador final combinada com design auxiliado por computadores de última geração e maquete de simulação virtual foram essenciais para a otimização do EC175. O resultado é o melhor helicóptero de 7 toneladas do mundo: robusto, mais espaçoso, seguro, confortável, fácil de voar, de menor custo de manutenção e que possui melhor relação custo-benefício.

Ficha técnica:

O EC175 é equipado com motores PT6C da Pratt & Whitney.

O rotor principal, de cinco pás, e o rotor de cauda, de três pás, possuem perfis e extremidade das pás de nova geração. Eles não só oferecem redução de vibração e ruído como também fornecem melhor sustentação e velocidade.

A cabeça do rotor sem rolamentos e com design Spheriflex®- é tolerante a danos. 

A caixa de transmissão principal do EC175 tem um projeto totalmente novo, com duas caixas de acessórios para redundância e capaz de voar 30 minutos após a perda total de óleo. A capacidade de desacoplamento à Unidade de Potência Auxiliar fornece benefícios sem o custo e o peso de uma APU adicional. 

O sistema de combustível sob o piso possui uma configuração padrão de quatro tanques, com capacidade para mais de 600 US gal (2,300 litros). Um tanque de combustível auxiliar opcional acrescenta mais de 90 US gal (quase 350 litros) para missões de longo alcance. O sistema de combustível oferece a capacidade de reabastecimento sob pressão no solo e é projetado para o máximo de segurança com sua arquitetura simples.

  

EC 155 B1



O EC 155 combina a ampla experiência da frota Dauphin e as novas tecnologias: a "Nova Aviônica", rotor principal tipo Spheriflex com 5 pás, juntamente com um novo rotor traseiro tipo Fenestron, e uma velocidade variável no rotor principal para redução do ruído. 
As duas turbinas Turbomeca Arriel 2C2 que equipam o EC 155 B1, propiciam ao helicóptero um excelente desempenho. 
Com capacidade para transportar até 12 passageiros, é ideal para as missões de transporte executivo e offshore. Com cabine ampla, excelente visibilidade e acessibilidade, o helicóptero também dispõe de um dos maiores bagageiros de sua categoria.

Ficha técnica:

Capacidade
1 ou 2 pilotos + 12 passageiros ou 1.600 kg de carga no gancho  

Pesos
Peso máx. de decolagem: 4.920 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 4.920 Kg
Peso vazio: 2.639 Kg

Motorização
2 turbinas TURBOMECA ARRIEL 2C2
Potência máx. de decolagem por motor: 935 shp
Potência contínua em regime monoturbina: 911 shp
Pot. contínua em reg. monoturbina - 30 seg: 1.046 shp
Pot. contínua em reg. monoturbina - 2 min: 944 shp

Desempenho com peso máximo
Velocidade máx. (VNE): 324 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 278 km/h
Razão de subida: 5,8 m/s
Teto de serviço: 4.572 m
Autonomia com tanque standard (SL): 4,05 h
Alcance com tanque standard: 791 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 14,30 m
Comprimento da fuselagem: 12,71 m
Altura: 4,35 m
Diâmetro do rotor principal: 12,60 m

AS 365 N3+



Particularmente indicado para o transporte de passageiros e missões de defesa civil, o AS 365 é um helicóptero civil médio, biturbina multifunção com inovações tecnológicas (pás dos rotores principal e traseiro em material conjugado, rotor traseiro tipo Fenestron, etc...) e que oferece excelente desempenho nas mais variadas missões, graças à flexibilidade proporcionada por sua cabine, seu baixo nível de vibração e uma extensa gama de equipamentos opcionais. 

A principal modificação realizada na versão N3 foi a mudança de motores, que aumentou a potência do helicóptero. Nos vôos biturbina este acréscimo de potência pode ser útil em climas quentes ou altitudes elevadas para aumentar o peso de decolagem do helicóptero. 

A definição deste novo modelo também levou em conta os requisitos do regulamento de redução de ruído. É por isso que o Dauphin AS 365 N3 recebeu um rotor principal com capacidade de frequências variáveis.

Ficha técnica:

Capacidade
1 ou 2 pilotos + 11 passageiros ou 1.600 kg de carga no gancho  

Pesos
Peso máx. de decolagem: 4.300 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 4.300 Kg
Peso vazio: 2.374 Kg

Desempenho com peso máximo
Velocidade máx. (VNE): 287 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 269 km/h
Razão de subida: 6,7 m/s
Teto de serviço: 4.640 m
Autonomia com tanque standard: 4,10 h
Alcance com tanque standard: 792 km

Motorização
2 turbinas TURBOMECA ARRIEL 2C
Potência máx. de decolagem por motor: 838 shp
Potência contínua em regime monoturbina: 778 shp

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 13,73 m
Comprimento da fuselagem: 12,11 m
Altura: 4,06 m
Diâmetro do rotor principal: 11,94 m

EC 145



O EC 145 tem capacidade para transportar até 10 pessoas. Com 2,96 metros de comprimento e 1,39 metros de largura, sua cabine ganhou mais espaço interno e foi aperfeiçoada com a eliminação da coluna central e da coluna da porta, presentes no BK 117 C1, o antecessor deste modelo. 
Graças às amplas portas corrediças e às portas traseiras para embarque de cargas, o acesso à cabine se tornou mais fácil. Todo esse espaço faz dele o helicóptero mais adequado para serviços aeromédicos, missões policiais, aplicações de utilidades gerais, transporte vip e de passageiros. 
O EC 145 tem a mesma seção dianteira da cabine do EC 135, mantendo o conceito de posto de pilotagem desenvolvido pela Eurocopter, que além de aliviar a carga de trabalho do piloto, também reduz o tempo necessário para a homologação de tipo. Seu nível de ruído é em média 6.7 decibéis, muito abaixo das exigências da ICAO (Organização Internacional de Aviação Civil) para aeronaves desta categoria. 
Por isso, é um dos helicópteros mais silenciosos do mundo e menos agressivo ao meio ambiente.

Ficha técnica:

Capacidade
1 piloto + 9 passageiros ou 2 Pilotos + 8 Passageiros ou 1.500 kg de carga no gancho  

Pesos
Peso máx. de decolagem: 3.585 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 3.585 Kg
Peso vazio: 1.792 Kg

Motorização
2 turbinas TURBOMECA ARRIEL 1E2
Potência máx. de decolagem por motor: 738 shp

Desempenho (com peso máximo de decolagem)
Velocidade máx. (VNE): 268 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 246 km/h
Razão de subida: 8,10 m/s
Teto de serviço: 5.240 m
Autonomia com tanque standard: 3,35 h
Alcance máximo com tanque standard: 680 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 13,03 m
Comprimento da fuselagem (incl. rotor traseiro): 10,19 m
Altura: 3,95 m
Diâmetro do rotor principal: 11,00 m

EC 135 T2e / P2e



Biturbina leve e multifunção, que se destaca dos demais de sua categoria, em especial pela segurança, conforto e aplicação de novas tecnologias ao equipamento. O exclusivo rotor principal sem rolamentos (BMR - Bearingless Main Rotor)e o rotor traseiro carenado do tipo Fenestron do EC 135 oferecem manobrabilidade admirável e, em combinação com o Sistema de Isolamento Anti-Ressonância (ARIS), proporcionam vôos excepcionalmente confortáveis. 
Apresenta um nível de ruído de aproximadamente 7 decibéis inferior ao limite estabelecido pelas normas internacionais (ICAO). 
O EC 135 oferece duas opções de motorização, Turbomeca ou Pratt&Whitney, ambas incorporando o FADEC – Controle Eletrônico Total do Motor, possibilitando assim desempenho, segurança e economia de combustível ideais. 
A capacidade do helicóptero, referência para os modelos biturbinas leves, é de 1 piloto mais 6 ou 7 passageiros.

Ficha técnica:

Capacidade
1 piloto + 6/7 passageiros ou 2 Pilotos + 5/6 Passageiros ou 1.360 kg de carga no gancho

Pesos
Peso máx. de decolagem: 2.950 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 2.950 Kg
Peso vazio: 1.490 Kg

Motorização
2 turbinas TURBOMECA ARRIUS 2B2
Potência máx. de decolagem por motor: 634 shp
ou 2 Turbinas Pratt & Whitney PW 206 B2: 
Potência máx. de decolagem por motor: 667 shp
Diâmetro do rotor principal: 10,20 m

Desempenho (com peso máximo de decolagem-ISA,SL)
Velocidade máx. (VNE): 259 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 254 km/h
Razão de subida: 7,60 m/s
Teto de serviço: 3.045 m
Autonomia com tanque standard (ARRIUS 2 B2): 3,24 h
Autonomia com tanque standard (PW 206 B2): 3,39 h
Alcance máx. com tanque standard (ARRIUS 2 B2): 620 km
Alcance máx. com tanque standard (PW 206 B2): 645 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 12,16 m
Comprimento da fuselagem: 10,20 m
Altura: 3,55 m
Diâmetro do rotor principal: 10,20 m

AS 355 NP

O AS 355 NP é a versão biturbina do Esquilo. Equipado com dois motores Turbomeca Arrius 1A1 controlados eletronicamente utilizando sistema FADEC – Full Authority Digital Engine Control, tornando o trabalho de pilotagem mais simplificado e seguro. 
Com capacidade para cinco ou seis passageiros, além do piloto, e possuindo alto desempenho monoturbina, este helicóptero é ideal para as operações em altitudes elevadas, em especial as missões policiais, de trabalho aéreo como reparos em linhas elétricas e transporte de passageiros. Esta última versão oferece alto desempenho em operações categoria A, além de novos equipamentos, como o VEMD.

Ficha técnica:
Capacidade
1 piloto + 5/6 passageiros ou 1.134 kg de carga no gancho  

Pesos
Peso máx. de decolagem: 2.600 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 2.800 Kg
Peso vazio: 1.490 Kg

Motorização
2 turbinas TURBOMECA ARRIUS 1A1
Potência máx. de decolagem por motor: 460 shp
Potência máx. monoturbina: 518 shp

Desempenho (com peso máximo de decolagem-ISA,SL)
Velocidade máx. (VNE): 278 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 222 km/h
Razão de subida: 6,6 m/s
Teto de serviço: 4.125 m
Autonomia com tanque standard: 4,20 h
Alcance com tanque standard (SL): 716 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 12,94 m
Comprimento da fuselagem: 10,93 m
Altura: 3,14 m
Diâmetro do rotor principal: 10,69 



domingo, 4 de novembro de 2012

EC 130 B4

O EC 130 B4 é um monoturbina leve, ultra-silencioso, espaçoso e com o mesmo padrão de eficiência das aeronaves Esquilo, que há duas décadas vem conquistando clientes em todo o mundo, oferecendo versatilidade, confiança, segurança e facilidade de operação e manutenção. 
Silêncio e espaço ímpares 
O EC 130 B4 traz grandes inovações tecnológicas, em especial graças à substituição do tradicional rotor traseiro pelo fenestron, que torna o helicóptero o mais silencioso do mundo, com nível de ruído 8,5 decibéis abaixo das especificações da ICAO. Além disso, o EC 130 B4 incorpora outros recursos tecnológicos utilizados pelos mais recentes lançamentos da Eurocopter: duplo controle eletrônico total do motor (FADEC) com um terceiro canal de back-up e comandos hidráulicos duplos do Esquilo AS 355. 
Sua cabine é 25 cm mais larga e o bagageiro conta com 10% a mais de capacidade que as outras versões do Esquilo. Acomoda o piloto e seis passageiros na configuração padrão ou até sete passageiros na versão média densidade. Na configuração transporte de cargas, pode levar o piloto e 3,7 metros cúbicos de carga útil, ou 1,160 kg no gancho. Essas características fazem do EC 130 B4 o helicóptero ideal para operações de turismo, resgate aeromédico, táxi aéreo e outros serviços em áreas metropolitanas. Em missões de transporte aeromédico, o EC 130 B4 comporta até dois pacientes em maca e dois médicos ou atendentes. Excelência combinada à manutenção. 
Os operadores do EC 130 B4 certamente apreciarão seu novo conceito de gerenciamento da manutenção. Um check-list do programa de manutenção é disponibilizado em CD-Rom. 
A assistência aos problemas mecânicos foi facilitada com o autodiagnóstico integrado de toda a aeronave, oferecido pelo VEMD (Vehicle and Engine Multifunction Display) ? um indicador multifunção dos parâmetros da célula e do motor, composto de dois módulos de computadores que também facilitam o trabalho do piloto nos pousos e decolagens.

Ficha Técnica:

Capacidade
1 piloto + 6/7 passageiros ou 1.160 kg no gancho              

Pesos
Peso máx. de decolagem: 2.400 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 2.800 Kg
Peso vazio versão standard: 1.360 Kg

Motorização
1 turbina TURBOMECA ARRIEL 2B1
Potência máx.: 847 shp

Desempenho com peso máximo
Velocidade máx. (VNE): 287 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 235 km/h
Razão de subida: 9,1 m/s
Alcance com tanque standard (SL): 640 km
Teto de serviço: 5.029 m

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 12,64 m
Comprimento da fuselagem: 10,68 m
Altura: 3,61 m
Diâmetro do rotor principal: 10,69 m

domingo, 21 de outubro de 2012

AS 350 B3e

Versão de alta performance do Esquilo monomotor, o AS 350 B3e é a aeronave indicada para condições extremas de operação. Equipado com uma potente turbina Turbomeca Arriel 2D controlada eletronicamente, o AS 350 B3e apresenta excepcional desempenho em operações em locais de altitude e temperatura elevadas. 
Com capacidade de carga no gancho de 1400 kg e uma série de equipamentos que aliviam a carga de trabalho do piloto, é o helicóptero leve ideal para transportar cargas pesadas. 
É também um excelente helicóptero para vôos executivos rápidos e confortáveis.



Ficha Técnica:

Capacidade
1 piloto + 5 passageiros (6 passageiros com kit opcional instalado 'two passengers front seat')
1.400 kg no gancho

Pesos
Peso máx. de decolagem: 2.250 Kg (2.370 kg com kit de peso máximo interno aumentado, que requer o kit opcional 'trem de pouso alto' e 'sistema hidráulico duplo')
Peso máx. de decolagem com carga externa: 2.800 Kg
Peso vazio: aproximadamente 1.250 Kg (variável em função dos kits opcionais instalados)

Motorização
1 turbina ARRIEL 2D com FADEC
Potência máx. de decolagem: 860 SHP

Desempenho (com peso máximo de decolagem-ISA,SL)
Velocidade máx. (VNE): 155 kt (287 km/h)
Velocidade de cruzeiro rápido: 139 kt (258 km/h)
Razão de subida: 1950 ft/min (9,9 m/s)
Teto de serviço: 16.638 ft (5.070 m)(altitude máxima operacional em vôo: 23.000 ft)
Autonomia com tanque standard: 4,14 h (c/ velocidade de máxima autonomia)
Alcance com tanque standard (SL): 357 NM (661 km) (sem reservas, c/ velocidade de cruzeiro rápido)

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 12,94 m
Comprimento da fuselagem: 10,93 m
Altura: 3,14 m (trem de pouso baixo) - 3,34 m (trem de pouso alto)
Diâmetro do rotor principal: 10,69 m

sábado, 20 de outubro de 2012

AS 350 B2 ESQUILO




O Esquilo AS 350 B2 é um helicóptero monoturbina leve para 5/6 passageiros e 1 piloto. Equipado com um motor Turbomeca Arriel 1D1, apresenta melhor desempenho em altitudes elevadas e em temperaturas altas.
Graças a uma cabine espaçosa e aos diversos equipamentos opcionais disponíveis, esse helicóptero pode executar as mais diversas missões, tanto civis quanto parapúblicas.
Sua concepção simples e moderna, que se serve amplamente de materiais conjugados (pás, rotor "starflex", capôs, etc.) oferece grande conforto devido aos baixos níveis de ruído e vibratório. Trata-se de uma aeronave muito versátil, como todas as versões da família Esquilo, indicada particularmente para transporte executivo e de passageiros, transporte aeromédico e de carga externa, com capacidade para até 1.160 kg de carga no gancho.
Esse helicóptero adapta-se igualmente bem para missões policiais.

Ficha Técnica:

Capacidade
1 piloto + 5/6 passageiros ou 1.160 kg no gancho

Pesos
Peso máx. de decolagem: 2.250 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 2.500 Kg
Peso vazio: 1.200 Kg

Motorização
1 turbina TURBOMECA ARRIEL 1D1
Potência máx. de decolagem: 732 shp

Desempenho (com peso máximo de decolagem-ISA,SL)
Velocidade máx. (VNE): 287 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 246 km/h
Razão de subida: 8,5 m/s
Teto de serviço: 4.600 m
Autonomia com tanque standard: 4,24 h
Alcance com tanque standard (SL): 666 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 12,94 m
Comprimento da fuselagem: 10,93 m
Altura: 3,34 m
Diâmetro do rotor principal: 10,69 m


EC 120 COLIBRI


O EC 120 COLIBRI é um helicóptero monomotor leve e polivalente com capacidade para 4 passageiros e 1 piloto. Foi projetado de forma a oferecer uma grande flexibilidade de utilização aos seus usuários.
Moderno, o COLIBRI é o primeiro helicóptero em sua categoria (1,7 T) equipado com sistema de alimentação de combustível e assentos resistentes a impactos. O embarque dos passageiros é extremamente facilitado, devido à total abertura das portas da cabine e a amplos degraus de acesso. O embarque das bagagens também é rápido, graças a duas portas e acesso ao bagageiro, sem equivalência nesta categoria, podendo acomodar cinco malas grandes. Em voo, o COLIBRI surpreende pelo conforto, pela potência do motor (ARRIUS 2F da TURBOMECA), pela excelente visibilidade e pelo nível reduzido de vibração. Seu baixo índice de ruído externo (6,6 dba, inferior aos limites fixados pela OACI) deve-se em parte às características do rotor principal e do rotor traseiro Fenestron de última geração. O EC 120 COLIBRI incorpora os principais requisitos exigidos pelos operadores: manutenção reduzida, baixo custo técnico e preço de venda competitivo, além de excelente desempenho.

Ficha Técnica:

Capacidade
1 piloto + 4 passageiros

Pesos
Peso máx. de decolagem: 1.715 Kg
Peso máx. de decolagem com carga externa: 1.800 Kg
Peso vazio: 994 Kg

Motorização
1 turbina TURBOMECA ARRIUS 2F
Potência máx. de decolagem: 504 shp

Desempenho (com peso máximo de decolagem-ISA,SL)
Velocidade máx. (VNE): 278 km/h
Velocidade de cruzeiro rápido: 223 km/h
Razão de subida: 5,84 m/s
Teto de serviço: 5.182 m
Autonomia com tanque standard: 4,19 h
Alcance com tanque standard (SL): 710 km

Dimensões
Comprimento (com rotor girando): 11,52 m
Comprimento da fuselagem (incl. rotor traseiro): 9,60 m
Altura: 3,40 m
Diâmetro do rotor principal: 10 m

domingo, 30 de setembro de 2012

Partes de um helicópeteros

Dentre estes diferentes tipos de asas rotativas, o helicóptero é a aeronave que apresenta os melhores desempenhos para decolagens e pousos verticais, sendo capazes de movimentarem grandes quantidades de carga útil, com relativa economia de combustível.
Entretanto, os desenvolvimentos recentes estão transformando o convertiplano na aeronave de asas rotativas que melhor se adapta a um perfil de vôo delimitado por deslocamentos a grandes distâncias, superiores a 300 km, associado à necessidade de se decolar e pousar em heliportos pontuais.
Partes Constituintes de um Helicóptero:
As figuras a seguir apresentam as principais partes de helicópteros modernos.
Helicóptero
Principais Partes Constituintes de um Helicóptero Moderno (HB-350B Esquilo)
1. Conjunto rotor principal (pás e cabeça do rotor)
2. Cabeça do rotor principal
3. Motor turboeixo
4. Transmissão principal
5. Prato cíclico fixo e rotativo
6. Bielas de comando de passo
7. Entrada de ar do motor
8. Acoplamento motor-caixa de transmissão principal
9. Eixo de transmissão do rotor de cauda
10. Radiador de óleo da transmissão
Helicóptero
Caixa de Transmissão Principal de um Helicóptero
1. Coroa
2. Pinhão
3. Acoplamento elástico motor-caixa de transmissão
4. Conjunto de satélites
Helicóptero
Caixa de Transmissão do Rotor de Cauda de um Helicóptero
1. Coroa
2. Eixo de transmissão de potência do motor
3. Eixo do rotor de cauda
Helicóptero
Motor Turboeixo de um Helicóptero
1. Entrada de ar
2. Compressor
3. Câmara de combustão
4. Turbina
5. Escapamento
6. Eixo de transmissão de potência
7. Parede fogo
Helicóptero
Partes Constituintes de um Helicóptero Tradicional (BELL 206 Jet Range)
1. Cabeça do Rotor Principal bipá
2. Empenagem horizontal
3. Empenagem vertical
4. Cone de cauda
5. Rotor de cauda bipá (neste caso está posicionado à esquerda)
6. Cabina de passageiros
7. Cabina dos pilotos
8. Trem de pouso tipo esqui
Helicóptero
Partes Constituintes de um Helicóptero com Fenestron (HELIAT - CTA)
1. Rotor principal quadripá
2. Empenagem vertical
3. Empenagem horizontal
4. Fenestron
5. Trem de pouso tipo roda